04 de março, Dia Mundial da Obesidade.

A Dra. Telma Sigolo, nutróloga com uma longa e impressionante carreira trabalhando para melhor nutrir pacientes em diferentes estágios de doenças em casa ou no leito do hospital, escreve-nos um pouco sobre a obesidade.

"O objetivo desta data, além de alertar sobre esta condição clínica, é destacar as iniciativas inovadoras para combatê-la. A pandemia que vivemos trouxe à tona ainda mais alertas: a obesidade está diretamente relacionada à maior gravidade e pior desfecho nas pessoas que são acometidas pela Covid-19, bem como pelas doenças crônicas associadas a esta condição, as chamadas “comorbidades”. Outro alerta importante está relacionado ao isolamento social e à redução da prática das atividades físicas, que certamente afetarão ainda mais os indicadores relacionados a 2020 e 2021.




Muito além de questões puramente estéticas, elas impactam negativamente na qualidade de vida e na capacidade funcional dos indivíduos. A solução definitiva para obesidade deve ser individualizada e planejada a médio e longo prazo, passando longe de dietas muito restritivas e soluções mágicas, priorizando modificações de hábitos de vida que incluam a adoção de uma alimentação equilibrada e saudável, com inclusão de rotina de atividade física, cuidados com saúde intestinal, combate ao stress e melhorias na qualidade do sono.

Atualmente, existem diversas iniciativas e novas tecnologias sendo desenvolvidas para ajudar a solucionar este problema ao redor do mundo. Uma delas chama a atenção para a importância de produzir uma informação capaz de validar ou mudar o comportamento, além de promover, de forma amigável e estimulante, o primeiro passo para o entendimento de que esta condição clínica precisa do monitoramento constante de sua principal variável, o peso. Entender que as flutuações do peso corpóreo no dia a dia são comuns e quase nunca refletem a tendência de perda de peso global é fundamental para manutenção do estímulo individual e adesão aos treinos, planos ou programas. "





23 visualizações0 comentário