Usando o Sinque e a avaliação antropométrica, ferramentas complementares e decisivas para o sucesso

Atualizado: 14 de Dez de 2020

Certa vez num restaurante com minha família, minha esposa estava escolhendo o prato no menu, e o garçom sempre simpático mas sem muita paciência, começou a falar o que ela deveria escolher do cardápio. Ela, olhando para mim com aquele olhar que só as esposas sabem fazer, foi delicada e aceitou a sugestão. Quando ela começou a ler a carta de vinhos o garçom, de novo, começou a sugerir e a dar palpites... bom nem preciso terminar a história. Mas se o rapaz tivesse, no mínimo, perguntado sobre o conhecimento e o gosto de vinhos dela, a vida teria sido bem mais fácil para mim depois :)

Por vezes, quando eu começo a falar sobre a importância do Sinque para o monitoramento do peso das pessoas para um profissional da Educação Física sou interrompido pela "síndrome do garçom simpático". E a pessoa começa discorrer sobre o fato de que não monitoramos a massa magra e a massa gorda.

Sou médico especialista em medicina do esporte, fui professor para o curso de medicina do esporte, fisiologia do exercício e de biologia molecular, trabalhei com atletas de alto rendimento e no futebol profissional e, como é de se imaginar, eu reconheço a importância da avaliação da massa magra e da massa gorda, principalmente no começo de um programa com foco no emagrecimento.

Bom, lembrando que o corpo humano perde água e ganha água a todo o momento do dia, por fatores endógenos e exógenos, e entendendo que a análise da bioimpedância é um exame sensível à presença de água no corpo, e que portanto, deva ser seguido uma padronização do seu método, a fim de se minimizar os erros de mensuração.

Simplesmente não é possível monitorar a massa magra e a massa gorda diariamente.

Ou seja, monitorar o peso todo o dia significa ter que enfrentar a frustração de lidar com a natural oscilação do peso humano. E é esse o problema que o Sinque resolve.

O Sinque usa de inteligência artificial para aprender com essa natural oscilação do peso humano e estimar a faixa de peso semanal de cada pessoa. Com isso, ele consegue antever em duas semanas qual será a tendência da faixa de peso da pessoa.

Ou seja, de forma simples e objetiva o profissional consegue entender como ele poderá ajudar seus clientes a manter ou a mudar os hábitos de exercício e de alimentação para tentar mudar a tendência dessa faixa de peso revelada.

Assim, quando me perguntam, eu recomendo o começo dos trabalho de emagrecimento um exame de bioimpedância seguindo o protocolo adequado (ver abaixo), ou mesmo um trabalho de dobras cutâneas e fita métrica bem medido. Eu gosto bastante pois os clientes adoram ver que a dobra diminui de espessura. Depois com o trabalho de perda de peso eu, de fato, recomendo o Sinque para evitar aquela frustração do cliente com os números da balança mas principalmente para ajudar o profissional na tomada de decisão sobre os programa a ser seguido, afinal o Sinque traz para você hoje o peso futuro. E quando o aluno atinge o platô (quando parece que a dieta não faz mais efeito) eu sugeriria uma nova avaliação antropométrica, e o acompanhamento da manutenção do peso pelo Sinque, pois é nesse momento que as pessoas desistem e acabam ganhando peso novamente. O Sinque, de forma amigável e sem confronto ajuda a pessoa a mudar essa tendência.

Por isso recomendo a associação dos dois processo um complementando o outro, assim como um bom vinho pode acompanhar um bom prato no restaurante.


Só por curiosidade, aqui descrevo o protocolo adequado para o procedimento da bioimpedância.

• O paciente deve permanecer em decúbito dorsal em repouso por pelo menos 10 minutos antes do exame;

• O paciente deve retirar objetos de metal presos ao corpo, como anéis e brincos;

• O paciente deve suspender o uso de medicamentos diuréticos no mínimo 24 horas antes da realização do teste;

• O paciente deve urinar pelo menos 30 min. antes;

• O consumo de alimentos e bebidas deve ser evitado até 4 horas antes de se realizar o teste.

• O exame deve ser feito com o paciente em repouso e a prática de exercícios até 8 horas anteriores não é recomendada;

• Medicamentos que cursem com retenção hídrica, se possível, devem ser retirados para a realização do exame.

• Não estar no período menstrual;

• Não estar febril;

• O paciente não deve ingerir álcool nas 48 horas que antecedem o exame, assim como evitar o consumo excessivo de chás, café e chimarrão na véspera;

• No dia anterior ao exame, o paciente deve evitar fazer exercícios físicos intensos.

Fontes: Utilização da Bioimpedância para Avaliação da Massa Corpórea – Conselho Federal de Medicina, ABRAN e SBNPE (2009)



57 visualizações0 comentário
Sinque é uma solução da família EW2Saúde.
www.ew2saude.com.br
e